Públicos personalizados e semelhantes se tornaram popular com o Facebook e o Instagram, que, cá entre nós, conseguiu popularizar o conceito porque fez o processo de criação e manutenção deles muito fácil e amigável para o público não técnico.

O que muita gente não sabe é que o Google Ads (confira 21 dicas para melhorar a performance da sua campanhas no Google Ads) tem esses públicos customizados e personalizados até melhor organizados e funcionais que os do Facebook. Só são, realmente, talvez mais difíceis de serem encontrados e criados no início. Mas quando se pega o jeito e eles começam a fazer sua campanha captar mais clientes e mais vendas, você nunca mais vai querer largar eles de mão.

A primeira coisa que você precisa saber são os tipos de públicos personalizados que você pode criar. São três tipos:

Tipos de Públicos Personalizados do Google Ads
Tipos de Público do Google Ads

Público de Remarketing no Google Ads

O público de Remarketing é um público que tem a ver com sua audiência – seja do Website, do Youtube ou de qualquer outro canal que esteja conectado com sua conta do Google Ads.

Vou falar das duas conexões mais comuns: seu website e seu canal do Youtube.

O mais correto para que você tenha dados do seu webiste é conectar a sua conta do Google Analytics com a do Google Ads. Para isso, siga os passos abaixo

Linkando o Google Analytics no Google Ads

1) No Google Analytics, vá em Administrador (ícone no lado inferior esquerdo). Irá abrir uma tela com três colunas, indicando os níveis de Conta, de Propriedade e de Vista. Após selecionar a propriedade correta, na coluna de meio (Propriedade), desça até visualizar “Vinculação com Google Ads” e selecione-o. Vai então aparecer todas as contas do Google Ads que você tem acesso. Selecione a correta e clique em Continuar. Ative a Vista com maior relevância e pressione “Vincular contas”
2) Agora no Google Ads, acesse Ferramenta e Configurações (ícone de chave de boca na parte superior) e em Configuração, clique em “Conta Vinculadas”. Selecione Google Analytics, encontre sua Conta ali e em clique em visualizações. Abrirá uma pop-up como a abaixo. Ligue o Importar Métricas e tenha certeza que tudo está com o “Vincular ligado”, como abaixo:

Vinculação e Importação de Métricas do Google Analytics dentro do Google Ads
Vinculação e Importação de Métricas do Google Analytics dentro do Google Ads

Pronto, agora os públicos de visitantes e conversores do seu website será criado e poderá ser utilizado.

Além desse público básico que são os “visitantes do website”, você pode fazer coisas mais avançadas, como criar um público somente com as pessoas que visitaram certas páginas ou visitaram uma página e não visitaram outra. Veja algumas ideias abaixo:

Públicos de Remarketing no Google Ads
Públicos de Remarketing no Google Ads

Exemplo Real de Público de Remarketing

Vamos a um exemplo real. Imagine que você tem um e-commerce e quer fazer remarketing para todos que navegaram em páginas que tinham artigos esportivos e que não compraram nada de você nos últimos 30 dias. Você sabe o seguinte:

  • Produtos esportivos estão nas categorias Tenis, Esportes e Musculação
  • Todos os produtos dentro dessas categorias tem o padrão /tenis/ na categoria Tênis, /esportes/ e /musculacao/
  • Quem compra vê uma página de “Obrigado pela sua compra” em /obrigado-pela-compra/

Você poderia por exemplo, criar o público de remarketing acessando Biblioteca Compartilha => Gerenciador de públicos-alvo e, após clicar no botão +, escolher Visitantes do Website e selecionar “Visitantes de uma página que não acessaram outra páginas”. Aí, bastaria você configurar como a figura abaixo:

Público de Remarketing  no Google Ads
Criando um Público de Remarketing no Google Ads para impactar clientes que não finalizaram sua compra

Essa á apenas uma ideia. As opções são praticamente infinitas.

Públicos Personalizados de Intenção no Google Ads

O segundo tipo de público que mencionamos acima é o público de intenção, muito útil para que você identifique exatamente o público alvo a ver suas campanhas.

Aqui, a ideia é você pensar como seu cliente: o que ele pesquisa, quais sites visita, quais os produtos que ele usa e as marcar que se relaciona. Criei o esquema abaixo para ajudar você a pensar:

Público Personalizado de Intenção no Google Ads
Público Personalizado de Intenção no Google Ads

O exercício para criar o público dessa maneira tem que ser feito com muita calma e com o mapeamento do seu Avatar em mãos (caso não tenha feito, essa é a hora ideal de fazer).

Pense nos websites que eles visitam, os produtos e serviços que eles usam e os termos que de pesquisa que eles geralmente estão usando quando estão pesquisando no Google.

Públicos Personalizados de Afinidade no Google Ads

Há quatro formas de você mapear seu público dessa forma:

  • Interesse: liste os interesses que você sabe que seu público-alvo possui. Por exemplo, coloque “corredores de longa distância” para criar um público de maratonistas e pessoas que treinam para longa distância. Você pode no lado direito clicar em “Obter Estimativa” para ter informações adicionais sobre o público sendo criado, como o número de impressões semanais que pode receber e os principais tópicos pesquisados por eles:
Estimativa de um Público Personalizado de Afinidade no Google Ads
Estimativa de um Público Personalizado de Afinidade no Google Ads

Você também pode ver informações demográficas do público sendo criado, como Idade, Sexo e se possuem ou não filhos (status parental):

Informações Demográficas de um Público de Afinidade do Google Ads
Informações Demográficas de um Público de Afinidade do Google Ads
  • URLs: lista as URLs que traduzem os interesses deles, como “corrermaratona.com.br”
  • Lugares: aqui você pode listar os lugares que eles geralmente frequentam, como por exemplo “academia” e “locais para prática de esportes e fitness”. Atenção: adicionando lugares, o público ficará restrito a campanhas de vídeo do YouTube.
  • Aplicativos: coloque os aplicativos que seu público tem instalado em seus celulares, como por exemplo “Strava”

Devemos destacar que, no momento que escrevemos esse artigo, não há ainda estimativa de público-alvo para Lugares e Aplicativos.

Conclusão

Caso você ainda não use públicos personalizados no Google Ads, você está perdendo uma grande oportunidade de segmentar seu público melhor, que fará que o seu CPC (Custo por Clique) seja menor e seu ROI (Retorno sobre O Investimento) maior.

O grande segredo do Google é a segmentação – mostrar seu anúncio somente para quem tem uma grande propensão de comprar seu produto ou serviço.

Se quiser aumentar o escopo do seu tráfego e também ter tráfego orgânico (tráfego gratuito utilizando SEO), veja o artigo “Técnicas de SEO: Aumente o Tráfego Orgânico do seu Website“.

Leitura Complementar

shadow-ornament
Se deseja aprender o Google Ads do Zero e ficar acima do seu concorrente, inscreva-se em nosso curso Efeito-G: o melhor curso de Google Ads do Brasil.
Se você deseja uma consultoria em vendas online, negócios digitais ou Inteligência de Tráfego, marque um horário gratuitamente para analisarmos seu negócio e ver onde e como podemos lhe ajudar.

Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br
Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br

Ulisses Giorgi é professor do curso de extensão em Marketing Digital na PUC/RS. Formado em Ciência da Computação pela UFRGS, tem mestrado em Sistemas Distribuídos e Reativos pela mesma instituição. Possui MBA Extension em Negociação e Liderança em Harvard.Cientista de Tráfego, através da Lucro Digital, vem ensinando empreendedores comuns como melhorar a venda de seus produtos e serviços na Internet utilizando Inteligência de Tráfego e liderando consultorias com diversos clientes.

Comentários

    1 Response to "Públicos Personalizados no Google Ads: Definição, Dicas e Truques"

Leave a Reply

Your email address will not be published.