Contexto

Hoje é muito comum termos marketing do seu produto ou serviço em diversas plataformas: Facebook, Google e Instagram são as mais comuns. A venda mais baratas de todas é proveniente do Remarketing – que é quando você faz marketing apenas para quem já viu seu marketing e fez alguma ação quando viu aquele marketing.

É simples entender o porquê disso: ele está muito mais próximo da compra do que seus outros clientes: já conhece você (viu seu marketing) ejá fez alguma ação (por exemplo clicar em seu anúncio e ir para seu website). Falta agora uma pequena ajuda para convencê-lo. Essa pequena ajuda chama-se Remarketing. Quando esse Remarketing ocorre cruzando as barreiras das plataformas, chama-se Remarketing Cross-Platform ou Remarketing Multicanal.

Basicamente, isso ocorre quando quando fazemos remarketing (ou retargeting) no Google Ads (veja aqui 21 dicas de como melhorar suas campanhas do Google Ads) com clientes que foram impactados pelo Facebook ou Instagram e Remarketing no Facebook e no Instagram com clientes que foram impactados pelo Google Ads.

Marketing e Remarketing Multicanal

O marketing digital está constantemente oferecendo novas estratégias para que você possa interagir de forma mais efetiva com seus clientes em potencial e com isso conseguir impactá-los e gerar conversões mais baratas. O remarketing é uma das principais ferramentas utilizadas para isso.

A razão disso é que, como o próprio nome fala, ele serve para impactar quem já fez alguma ação que você acha importante – seja visitar seu website, incluir um produto no carrinho ou até mesmo baixar um e-book.

Com certeza você já deve ter passado por uma experiência envolvendo os resultados de remarketing multicanal dessas ferramentas, mas talvez nem saiba disso. Vejamos: já aconteceu de você ter feito uma pesquisa sobre um produto, clicar em um dos anúncios e então ser levado para um website e, ao sair do website e começar a navegar no Facebook ou no Instgram começar a receber anúncios sobre a empresa que você acabou de visitar? Pois é justamente esse o objetivo do remarketing multicanal com Facebook, Instagram e Google e é sobre isso que vamos falar hoje. 

Remarketing Multicanal: Facebook impactando clientes do Google e vice-versa
Remarketing do Google após ser impactado pelo Facebook e Remarketing do Facebook após ser impactado pelo Google

Abaixo, você tem uma aula que demos sobre isso. Se você é daqueles que prefere ler, a versão escrita desse artigo tem quase tudo o que falamos no vídeo, embora ela diferem um pouco em algumas partes do conteúdo.

Remarketing Multicanal: Remarketing no Google Ads + Remarketing Facebook / Instagram

Se essa estratégia for bem estruturada, pode-se conseguir alavancar as muito suas vendas.

A estratégia de remarketing

E uma palavra – a estratégia aqui é: independente de qual canal ele conheceu sua empresa: se no Google Pesquisa Paga, Google Orgânico, no Facebook ou no Instagram – depois que ele conhecer você, você quer persegui-los com aqueles anúncios para que ele se decida pro finalizar a compra ou não.

Você pode escolher um tempo para isso: 10 dias, 20 dias, 30 dias, etc. Se você nunca fez nada disso antes, sugiro que comece testando com 30 dias.

Como se faz para impactar um visitante

A ideia é simples: imagine que você está no Facebook ou no Instagram e acessou um site que acabou de ver um anúncio que estava postado lá. Nesse acesso, você realizou diversas ações, inclusive adicionou um produto no carrinho mas desistiu de comprar.

Mais tarde, acessando websites de notícia, você percebe um anúncio apontando para os itens que pesquisou naquele site anteriormente e que você estava quase comprando. Pronto – era esse o estímulo que faltava para você finalizar sua compra.

De fato, esse é o processo de impactar um visitante a partir das ações que ele mesmo executou em um determinado site ou página, independente da origem do clique.

Entretanto, o mais importante é entender como ocorre essa troca de informações. Pois como as plataformas do Google e do Facebook não conversam entre si.

O Ponto Comum

A forma que é utilizada para transmissão de informações é o “ponto comum” que Google e Facebook têm: o website. Para que isso seja obtivo, precisamos das seguintes ferramentas abaixo:

  • Pixel do Facebook
  • Google Analytics 
  • Conversões (tanto do Facebook como do Google)
Website com Pixel do Facebook, Google Analytics e Código de Conversões
O ponto em comum de todas as plataforma é seu Website

O Pixel do Facebook

Este é um pequeno código Javascript que é instalado no seu site ou na sua Landing Page. Ele tem por função informar ao Facebook todas as ações do visitante do momento que entrou até a sua saída da página.

Remarketing do Facebook
Pixel do Facebook

A partir da configuração desse pixel você pode obter informações e formar um público específico ou vários, conforme o seu interesse. Por exemplo, você pode definir vários critérios para estabelecer eventos que identifique as pessoas que fizeram um cadastro, uma compra ou mesmo adicionaram um ou mais produtos ao carrinho de compras.

Para criar o pixel você deve acessar o gerenciador de eventos do Facebook. Em seguida, você gera o pixel para captar os eventos.

Depois, no meu configuração, você irá obter uma identificação do seu pixel (um número com diversos dígitos) que, caso você tenha um e-commerce em uma plataforma como a Nuvemshop ou a Loja Integrada, deve colocar essa identificação na área correspondente.

Caso você tenha um blog no WordPress, você poderá instalar o Plug-in Headers and Footers e colocar o código fornecido pelo Facebook na área Header desse plugin.

Depois, você utilizará a ferramenta de configuração de eventos do pixel do Facebook visitando seu site. Assim, você irá definir o que será rastreado e quais eventos devem ser gerados (cadastro, venda, adição ao carrinho, assinatura, etc).

Além disso, você pode criar públicos personalizados, sendo que deverá indicar:

  • O seu site como a sua fonte;
  • O pixel base do tráfego (que é o que você criou antes);
  • Os eventos que quer rastrear.

Dessa forma, você irá conseguir separar aqueles que estão apenas navegando daqueles que tem um interesse no seu site

O Google Analytics

Remarketing do Google

Dentro do Google Analytics, acesse o menu administrador que te oferecerá níveis hierarquizados de contas, de propriedade (sites) e de vista (visões). Se você possui uma plataforma de e-commerce como NuvemShop, Loja Integrada ou Tray, você irá apenas copiar o ID para a parte que pede o ID do Google Analytics. Ele irá gerar o código de rastreio e de eventos.

Se você não tem uma plataforma de e-commerce e usa um blog WordPress por exemplo, você deve inserir o código que o Analytics gera para a área Header de todas suas páginas..

Depois você deve vincular a sua conta do Google Analytics com sua conta do Google Ads. Então, dentro do Google Ads, você deve importar as métricas do seu website (isso é feito em Acompanhamento -> Conversões). Com esse passo, você faz que o Google Ads consiga ver os públicos e os eventos de e-commerce gerados dentro do Analytics.

Dentro do Google Ads também é possível utilizar o gerenciador de público-alvo e, por exemplo, um público com os usuários que visitaram uma página e não visitaram em outra. Por exemplo, você pode usar isso para dizer que o usuário visitou a página de cadastro mas nunca visitou a página de obrigado. Isso significa que ele começou o cadastro e nunca terminou.

Dessa forma, você pode enviar para esse visitante um anúncio Display do Google Ads dizendo que ele que precisa terminar a atividade que iniciou. Por exemplo, poderia ser algo como “Ei, você começou seu cadastro e não terminou. Complete seu cadastro com a Lucro Digital e receba seu orçamento sem compromisso até segunda-feira”. Este tipo de ação produz muito engajamento.

A partir desse trabalho de remarketing para impactar o visitante tanto no Facebook como no Google você conseguirá produzir uma ação denominada de Funil Multicanal, pois impacta clientes que tanto iniciaram sua ação no Facebook ou Instagram como aqueles que iniciaram sua ação no Google.

Próximos passos…

Agora é com você. Não se assuste achando que a solução é complexa. Vá passo a passo que você vai conseguir implementar. Veja o vídeo no início desse artigo: ele pode lhe ajudar bastante também com a solução.

Não perca também:

Abaixo, destacamos algumas leituras que você talvez queria realizar para aumentar seu tráfego:

shadow-ornament
Se deseja aprender o Google Ads do Zero e ficar acima do seu concorrente, inscreva-se em nosso curso Efeito-G: o melhor curso de Google Ads do Brasil.
Se você deseja uma consultoria em vendas online, negócios digitais ou Inteligência de Tráfego, marque um horário gratuitamente para analisarmos seu negócio e ver onde e como podemos lhe ajudar.

Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br
Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br

Ulisses Giorgi é professor do curso de extensão em Marketing Digital na PUC/RS. Formado em Ciência da Computação pela UFRGS, tem mestrado em Sistemas Distribuídos e Reativos pela mesma instituição. Possui MBA Extension em Negociação e Liderança em Harvard.Cientista de Tráfego, através da Lucro Digital, vem ensinando empreendedores comuns como melhorar a venda de seus produtos e serviços na Internet utilizando Inteligência de Tráfego e liderando consultorias com diversos clientes.

Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.