O empresário que não acredita no marketing das Redes Sociais está por fora… muito por fora.

Já até criaram um termo para definir um número cada vez maior de pessoas que estão tão atreladas ao Facebook, Instagram e carentes de likes que já não agem normalmente: os zumbis sociais.

Talvez o nome venha da história da vespa joia e da barata: deixe-me lembrar caso você não a conheça. A Vespa ferroa a barata duas vezes. A primeira vez, ela apenas paralisa parte da barata para que então consiga cirurgicamente fazer o que realmente quer: injetar a substância zumbificante diretamente no cérebro da barata. Essa última ferroada muda completamente o comportamento da barata – para sempre.Ela fica um zumbi. Ela está viva, mas está completamente à mercê da vespa, que agora coloca seu ovo dentro da barata e usa o corpo zumbi da barata como alimento.

A lava come a barata viva, de dentro para fora, órgão por órgão. Mas ela não se mexe e mantém-se calma, pois seu cérebro simplesmente não funciona mais como antes. Depois de algumas semanas a barata não resiste e morre, mas a alava sai como uma nova vespa, pronta para atacar uma nova barata.

Não há como saber se o termo zumbi social vem realmente dessa história, mas podemos dizer com certeza que diversas pessoas foram “ferroadas” pelo Facebook, Instagram e outras redes sociais e já não agem como antes.

Você como empresário tem duas escolhas: lutar contra esse processo a nível global ou usufruir dele. Sabendo que hoje cada vez mais pessoas estão mais e mais conectadas a redes sociais, nada mais fácil que segmentar quem seria mais propenso a comprar seu produto e oferecer através de um anúncio patrocinado. A diferença em relação a uma pesquisa de palavra-chave do Google AdWords é que você consegue atingir pessoas que não necessariamente estejam procurando seu produto, como as que estão durante uma pesquisa no Google.

Por isso mesmo, é essencial que você ajuste muito bem a mensagem e segmente muito bem o público, além de preparar seu site para que ele envie ao Facebook e ao Instagram o comportamento que as pessoas estão tendo dentro do seu website em relação ao seu objetivo. Isso é feito através da instalação do Pixel do Facebook e de eventos em lugares estratégicos para que o Facebook saiba que a pessoa fez o que você queria que ela fizesse (incluiu o produto no carrinho, fez a compra, preencheu um formulário, etc). É só assim que você usa o sistema de inteligência de máquina que o Facebook oferece para tornar seu marketing mais efetivo.

Não se engane com rumores – o Facebook baixou sua efetividade nos últimos 6 meses em relação ao Google, mas foi somente uma batalha perdida. A guerra está longe de terminar e creio que o Facebook ainda se reerguerá para ser tão eficiente como era antes.

shadow-ornament
Se deseja aprender o Google Ads do Zero e ficar acima do seu concorrente, inscreva-se em nosso curso Efeito-G: o melhor curso de Google Ads do Brasil.
Se você deseja uma consultoria em vendas online, negócios digitais ou Inteligência de Tráfego, marque um horário gratuitamente para analisarmos seu negócio e ver onde e como podemos lhe ajudar.

Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br
Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br

Ulisses Giorgi é professor do curso de extensão em Marketing Digital na PUC/RS. Formado em Ciência da Computação pela UFRGS, tem mestrado em Sistemas Distribuídos e Reativos pela mesma instituição. Possui MBA Extension em Negociação e Liderança em Harvard.Cientista de Tráfego, através da Lucro Digital, vem ensinando empreendedores comuns como melhorar a venda de seus produtos e serviços na Internet utilizando Inteligência de Tráfego e liderando consultorias com diversos clientes.

Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.