Saber os fatores de rankeamento é essencial para sua estratégia SEO.

(caso você não saiba ainda como o Google funciona, aconselhamos a ler esse artigo para entender melhor as bases do SEO)

Esses fatores nos mostram o que o Google leva em consideração para que um site apareça na primeira ou na décima posição da página de resultados de pesquisa, por exemplo.

É importante lembrar que os fatores de rankeamento podem mudar a cada ano. Por isso, o artigo de hoje traz de modo atualizado o é necessário levar em consideração em 2021.

O Google não divulga exatamente os fatores e seus pesos, mas grandes empresas de rastreamento (como a Moz, Majestic, Semrush, etc) acabam encontrando o peso aproximado dos fatores de rankeamento através de engenharia reversa e análises profundas em dezenas de milhares de websites.

A classificação e peso são variáveis importantes que vão lhe auxiliar na estratégia de marketing digital.

Prefere Consumir Esse Conteúdo em Vídeo?

Abaixo temos esse artigo explicado durante uma Live em nosso canal no YouTube.

Vídeo com os Fatores e os Pesos de Rankeamento em SEO para 2021

Fatores de Rankeamento em SEO On-Page x Off-Page

Antes de mais nada, para entender os fatores de rankeamento, precisamos saber que eles estão separados em Off-Site e On-Site.

Os fatores que são classificados como ‘’Off-Page’’ são coisas externas ao site, onde você não tem o controle absoluto dentro da página. Exemplos aqui incluem o número de links de websites apontando para suas páginas (backlinks) e a confiabilidade desses websites.

Já os fatores ‘’On-Page’’ são variáveis de maior controle, porque estão dentro do seu site e você pode mudar quando quiser. Exemplos aqui incluem as palavras-chave utilizadas e a distribuição dessas palavras dentro da página.

Vamos aos fatores de rankeamento de SEO On-Page e Off-Page em 2021.

Fatores de Rankeamento em SEO On-Page e Off-Page e seus pesos em 2021
Fatores de SEO On-Page e Off-Page e seus pesos em 2021

Off-Page: Local ==> Peso 10% e 13%

O primeiro fator de rankeamento em SEO, com um peso entre 10% e 13%, é um fator Off-Site relativo à localização física da sua empresa e o segmento que ela se encontra.

Para maximizá-lo, você deve ter um bom cadastro com informações completas no Google Meu Negócio (GMN) e ter sua empresas listada em todos os websites e serviços de diretório que você conseguir encontrar.

Outro item que entra nessa avaliação é a quantidade de avaliações positivas da sua empresa e o número de comentários que as pessoas deixam no GMN, nas redes socias e outros locais onde sua empresa está hospedada.

Off-Site: Social ==> Peso 2% a 5%

As métricas sociais estão nos fatores de rankeamento do SEO com um peso  pequeno, de 2% a 5%.

Tais métricas medem os comentários, curtidas, tweets e afins em todas as plataformas sociais que o Google conseguir relacionar com sua empresa: Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin, Youtube, etc.

Ela acaba sendo uma métrica de desempate para o Google se duas empresas tem autoridades muito parecidas, pois ele vai priorizar a empresa que está mais “viva” para seus clientes. E essa métrica de “empresa viva” vem das redes sociais.

Outro fator Off-Site são os links em páginas de terceiros que apontam para as páginas dentro do seu website. São também conhecidos como backlinks.

Basicamente, toda vez que um website citar seu site, você estará ganhando pontos com o Google. Quando essa quantidade começa a ser expressiva, o Google fica ainda mais de olho na relevância da sua página.

É claro que existem pesos para esses links. Por exemplo, um link para o seu website em um domínio importante e com muitas visitas (como o G1, por exemplo), sempre pesa mais do que um link proveniente de site menor e com poucos acessos. A posição desses links dentro da página (se no cabeçalho, em subtítulos, no meio ou no rodapé) também é muito importante.

O peso desse fator de rankeamento Off-Page é enorme – entre 18% a 21% e continua sendo o grande e mais difícil valor a adquirir.

Infraestrutura ==> Peso 12% a 15%

Ainda nos fatores de rankeamento em SEO importantes, e que muitas pessoas não dão a devida atenção, temos a infraestrutura.

Aqui podemos citar a segurança itens como:

  • Segurança do seu website
  • Se ele está sendo renderizado e funcionando bem em celulares
  • Tempo de carregamento de cada item das páginas
  • Tempo de carregamento total da página

Um site que deixa o usuário esperando com a tela do navegador completamente em branco por muito tempo tem uma alta taxa de rejeição.

Ainda dentro de infraestrutura, temos a idade do domínio. O Google tem uma certa preferência por domínios antigo, quando comparamos com domínios que foram criados há pouco tempo.

Em relação ao peso dos fatores de rankeamento em SEO para 2021, a infraestrutura fica com algo em torno de 12 a 15% de peso.

Veja essas 21 Dicas de SEO Para 2021.

On-Site: SEO Técnico ==> Peso 7% a 10%

Aqui temos os itens mais famosos em termos de SEO, como as palavras–chave.

A parte técnica do SEO fica com peso em torno de 7% a 10%, em termos de relevância para rankeamento.

As palavras–chaves são a base para essa parte do SEO. Infelizmente, muitas pessoas acabam fazendo a escolha delas da forma errada, sem levar em consideração o volume de pesquisas e a dificuldade em ranquear cada palavra ou frase chave.

Ao escolher suas palavras ou frases chaves, leve em consideração o volume de buscas (você pode usar ferramentas como o Planejador de Palavras-Chave do Google Ads) e a dificuldade de ranqueá-la (conhecido como SD – SEO Difficulty – que pode ser encontrado em ferramentas mais especializadas como KWFinder, UbberSuggest, Moz, etc.

As meta-tags continuam sendo importantes, mesmo muitas pessoas achando que não são mais levadas em contas. O segredo é tentar que a descrição das meta-tags sejam fidedignas em relação ao conteúdo – tanto em relação ao texto como em relação ao contexto geral.

Os links internos (links em sua página que apontam para outra página dentro do seu website) e os links externos (links em sua página que apontam para websites diferentes do seu ) são também pontos importantes.

Lembre que nada adianta também uma página chegar na primeira página do Google e não vender nada. Por isso, você tem que sempre fazer SEO e CRO andarem juntos.

On-Site: Conteúdo ==> Peso 18% a 21%

Obviamente o conteúdo, juntamente como os links externos e o engajamento, é um dos principais fatores para o Google ranquear seu website.

O conteúdo é a melhor forma de conseguir dar um pulo nas posições de resultado do Google, e um dos conteúdos mais importantes que você vai fazer serão os conteúdos 10x.

Veja aqui como planejar e criar conteúdos 10x para seu website.

Ah, e não se esqueça que criar conteúdo e não deixar o Google e os outros mecanismos de pesquisa saberem onde está, é inútil. Por isso mesmo você deve ter um um sitemap sempre atualizado.

Engajamento ==> Peso 20% a 23%

O engajamento mede a iteração e o impacto que seu conteúdo tem com cada usuário que o acessa.

Por exemplo, se o usuário entra no seu site e sai rapidamente ou sem rolar a página, o Google interpreta isso como uma rejeição.

O Google também vai contar a iteração do usuário com seu conteúdo – se ele clica em links que estão na sua página, se preenche formulários e qualquer outra forma de engajamento.

O Google ainda mede o rastro de cliques: onde o usuário clica primeiro, quanto tempo demora para clicar em cada item, etc. Em resumo: é o percurso do usuário dentro do seu site.

Entenda mais a fundo a Usabilidade e o Core Web Vitals.

Conclusão

Quem quer estar na primeira página de resultados do Google deve levar tudo isso em consideração. O mais importante é ter as estratégias certas para construir esse caminho.

Se quiser um curso completo de SEO, acesse o SEO Acelerado – você não vai se arrepender.

[divider style="3"] A Lucro Digital é uma Empresa de Consultoria em Inteligência de Tráfego e Vendas Online e também de cursos nessa área.

Assine Nossa Newsletter