A logística reversa é um processo muito importante e essencial tanto para o consumidor como para o comerciante. Vamos primeiro, definir o que é a logística reversa (no contexto dos correios e do e-commerce) em palavras simples:

Logística reserva é o conjunto de processos e rotinas operacionais que garantem a devolução do produto adquirido pelo cliente para o local de origem.

Queremos destacar muito bem que esse artigo tratará da logística reversa no contexto dos correios e do e-commerce, porque, em si, a logística reversa é uma área mais ampla e trata do retorno de produtos que são produzidos por indústrias ao local de origem para ter o descarte correto. Por exemplo, se uma indústria produz pilhas e baterias, ela é responsável pelo descarte correto dos produtos que vende. Se você caiu nesse artigo para ler sobre esse tipo de logística reversa mais abrangente, recomendamos a leitura do conteúdo da Wikipedia e do Conta Azul, que falam desse assunto de forma mais genérica.

Vamos voltar a nossa logística reversa no contexto dos e-commerces, das entregas de empresas que enviam produtos pelos correios e pelo próprios correios…

Logística reserva dos correios pode ser feita tanto por PAC como por SEDEX – os quais acabam recebendo o nome de PAC reverso e SEDEX reverso, ou seja, é a devolução do produto via PAC ou SEDEX.

Os correios mantém um sistema próprio para logística reversa e coleta, que pode ser acessado aqui, mas você vai precisar já ter criado uma conta antes ou, no mínimo, ter seu código administrativo.

O serviço serve para a remessa de mercadorias ou documentos por SEDEX ou PAC sem que haja pagamento pelo remetente. Os custos são pagos pela empresa, que tem o contrato com os Correios.

Qual a obrigação do lojista em relação à devolução?

O Código de Defesa do Consumidor é claro em seu artigo 49:

Art. 49. O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de 7 dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou a domicílio.

Lei 8.078 de 11 de Setembro de 1990

Os custos da devolução devem ser do lojista, ficando o cliente com a responsabilidade de atender aos prazos estipulados pelos Correios e postar o produto na agência (caso a troca ou devolução não seja feito à domicílio).

Tipos de Logística Reversa nos Correios

Há quatro modalidades para o serviço:

1 – Logística Reversa Domiciliar

A coleta é realizada no endereço indicado pelo cliente, admitindo-se duas tentativas de coleta em dias úteis consecutivos e permite o agendamento da coleta para realização em até trinta dias após a efetivação do pedido, sempre a critério do cliente. Funciona somente de segunda à sexta.

2 – Logística Reversa Simultânea Domiciliar:

Utilizada muito para troca / substituição de produtos. A coleta é realizada no endereço indicado pelo cliente, mediante a entrega simultânea da mercadoria a ser devolvida, para retorno ao endereço de origem.

3 – Logística Reversa em Agência (e-ticket)

Essa modalidade permite a postagem em agências próprias (AC) e franqueadas (AGF) em todo país, por meio da apresentação de um Código de Autorização de Postagem, por parte do remetente do objeto. No entanto, quando houver autorização para fornecimento de embalagem a postagem ficará restrita às unidade próprias. O cliente emite essa autorização, determina os dados de endereçamento tanto do remetente quanto do destinatário e autoriza o remetente a enviar-lhe o objeto ou documento, informando-lhe o Código de Autorização de Postagem.

4 – Logística Reversa Simultânea em Agência

Processo logístico reverso, realizado em uma Agência de Correios Própria, que consiste na postagem do produto de retorno simultaneamente a entrega do produto substituto em uma Agência Própria dos Correios.

A tabela abaixo resume as opções oferecidas pela Logística Reversa (LR) dos Correios:

Características dos Tipos de Logística Reversa nos Correios
Características dos Tipos de Logística Reversa nos Correios

Outras opções de logística reversa

É importante ressaltar que os correios não são a única opção para logística reversa. Você pode usar outras transportadoras para a realização desses serviços. Obviamente, tudo depende do contrato que você possui com cada uma dessas transportadoras.

Hoje em dia, para e-commerces, as facilidades de cálculo com diversas transportadoras está muito mais fácil, graças aos serviços agregadores de frete, como o Frenet, um dos mais conhecidos para colocar em seu e-commerce.

Você talvez também se interesse:

shadow-ornament
Se deseja aprender o Google Ads do Zero e ficar acima do seu concorrente, inscreva-se em nosso curso Efeito-G: o melhor curso de Google Ads do Brasil.
Se você deseja uma consultoria em vendas online, negócios digitais ou Inteligência de Tráfego, marque um horário gratuitamente para analisarmos seu negócio e ver onde e como podemos lhe ajudar.

Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br
Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br

Ulisses Giorgi é professor do curso de extensão em Marketing Digital na PUC/RS. Formado em Ciência da Computação pela UFRGS, tem mestrado em Sistemas Distribuídos e Reativos pela mesma instituição. Possui MBA Extension em Negociação e Liderança em Harvard.Cientista de Tráfego, através da Lucro Digital, vem ensinando empreendedores comuns como melhorar a venda de seus produtos e serviços na Internet utilizando Inteligência de Tráfego e liderando consultorias com diversos clientes.

Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.