A 35a edição do relatório WebShoppers da eBit e dados do Google, incluindo uma pesquisa sobre o comportamento da moda no mundo online, nos mostram dados realmente incríveis sobre o e-commerce, confirmando que continua sendo um do melhores negócios do Brasil, pois continua crescendo mesmo com a baixa de diversos outros setores.

Nesse artigo, vou lhe dar diversas razões para você abrir sua loja virtual. Ainda há bastante espaço em diversos nichos de mercado, mas não espere muito para tomar uma ação. A hora de montar seu e-commerce e crescer é agora. Veja também nosso artigo “Vender todos os dias: 7 Dicas para seu e-commerce“.

Para se ter uma ideia, em 2016, quando tivemos demissões em massa em diversos setores, o e-commerce cresceu 7,4%, faturando mais de 44 bilhões de reais. Mas a alta mais impressionante é a consumidores: 22% mais do que em 2015. Se analisarmos que mesmo com essa alta chegamos a somente 1/4 da população comprando online, veremos que existe um espaço de crescimento ainda muito grande.

Como um golpe de misericórdia, ainda temos uma previsão de crescimento de dois dígitos para 2017. Sim, a estimativa do e-commerce é crescer 12% esse ano.

O smartphone continua crescendo virtiginosamente

Do total de conectados e pesquisando sobre compras, segundo pesquisa do Google publicados no relatório Fashion Trends, 54% pertencem a classe C, contra 36% da classe AB. Desse público, 47% possui smartphone e um impressionamento número indica que 58% desses pesquisas em seus smartphones diariamente.

Embora já tenhamos mais pesquisas realizadas via smartphone do que via computador, na hora de efetuar a compra, ainda temos o computador vencendo com 78,5% das transações, embora esse número venha diminuindo a cada no.

A mensagem é clara: seu site precisa rodar até melhor em um visor de smartphone do que em um computador, mas o fechamento da compra (checkout) ainda precisa ser mais otimizado para computador, embora deve funcionar bem em ambos.

Perfil dos consumidores online em 2016

O público feminino ultrapassou o público masculino no eCommerce. Uma mudança que não estava na mira de muita gente. Ainda assim, o ticket-médio do público masculino continua sendo maior que o das mulheres na grande maioria das categorias.

Genero do eCommerce no Brasil em 2016

A faixa etária praticamente continuou na mesma.

Faixa etária do consumidor em em eCommerce

A liderança isolada de compras realizadas pela região Sudeste foi reduzida, com um aumento expressivo da participação das regiões Sul e Centro-Oeste.

Parcelamento e Ticket-Médio

Para alegria dos eCommerce, que geralmente pagam taxas elevadas aos gateways de pagamento quando o consumidor decide parcelar, as compras à vista cresceram em 2016, representando 42,2% to total das compras. O parcelamento em 2 e 3 parcelas responde por 24,5% e o restante (4 ou mais vezes) fica com uma fatia de 33,4% das compras. Com isso, o número médio de parcelas nas compras online ficou em 3,5.

Parcelamento médio das compras em eCommerce

Já o ticket-médio teve um crescimento de 8% em 2016 em relação a 2015, ficando em R$ 417. Veja o histórico abaixo:

Categorias

O campeão de 2016 em volume de pedidos foi Moda e Acessórios, com 13,6% do share. Já em volume financeiro, os eletrodomésticos lideram com 23% do total seguidos de perto pelos celulares, que ficam com uma fatia de 21% do mercado.

Fazendo um zoom dentro apenas do setor de moda, é interessante destacar que as roupas femininas estão em 1 a cada 2 buscas relacionadas à moda.

Para saber mais sobre moda, veja nossas 5 Dicas para Montar um eCommerce de Moda.

Principais tendências do eCommerce para 2017

  • 12% de crescimento no faturamento
  • 8% de aumento no ticket-médio
  • 4% de crescimento no volume de pedidos
  • 32% das compras no final de 2017 devem estar sendo feitas pelo celular

Conclusão

Os números são assustadoramente bons. Vêm crise, sai crise e o eCommerce continua sendo um dos melhores investimentos, fazendo com que muita gente queira, inteligentemente, migrar para o empreendedorismo nessa área. Afinal, quem não quer?

shadow-ornament
Se deseja aprender o Google Ads do Zero e ficar acima do seu concorrente, inscreva-se em nosso curso Efeito-G: o melhor curso de Google Ads do Brasil.
Se você deseja uma consultoria em vendas online, negócios digitais ou Inteligência de Tráfego, marque um horário gratuitamente para analisarmos seu negócio e ver onde e como podemos lhe ajudar.

Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br
Ulisses Giorgi da LucroDigital.Com.Br

Ulisses Giorgi é professor do curso de extensão em Marketing Digital na PUC/RS. Formado em Ciência da Computação pela UFRGS, tem mestrado em Sistemas Distribuídos e Reativos pela mesma instituição. Possui MBA Extension em Negociação e Liderança em Harvard.Cientista de Tráfego, através da Lucro Digital, vem ensinando empreendedores comuns como melhorar a venda de seus produtos e serviços na Internet utilizando Inteligência de Tráfego e liderando consultorias com diversos clientes.

Comentários

    1 Response to "Raio-X do E-Commerce no Brasil em 2017"

Leave a Reply

Your email address will not be published.